Comunicações – Ricardo Nakayama

Uma boa comunicação é imprescindível em uma equipe de segurança onde uma falha pode implicar na perda de vidas. A comunicação pode ser verbal ou não verbal. Equipes de segurança podem combinar gestos que são facilmente reconhecidos pelos seus integrantes, garantindo rapidez e discrição na troca de informações, como exemplo, um segurança que fecha o punho direito está informando que existe um perigo eminente, se abre o punho, informa que o perigo passou. Podemos combinar inúmeros gestos para agrupar, dispersar, retirar o VIP, procurar abrigo e assim por diante.
Embora existam códigos padronizados, o ideal é não utilizá-los por sua vulnerabilidade. A quebra do sigilo nas comunicações facilita a atuação criminosa, sendo altamente recomendado o uso de senhas e contra-senhas, além de um código próprio que devem ser alterados periodicamente.

Um exemplo de código poderia ser baseado em nomes de Paises:
Senha do dia utilizada para comunicação da Base para Equipe 1 = Filipinas para Jamaica Romeo
Contra senha do dia da Equipe 1 para Base = Jamaica confirma Tango

Código:

1 – Iraque (VIP saindo da residência para o serviço)
2 – Nepal (Levar as crianças na escola)
3 – Turquia (Acompanhar o VIP até o Aeroporto)

Exemplos:

Filipinas = Base Equipe 1 = Jamaica / Equipe 2 = Suécia

L = Jamaica Nepal (Equipe 1 leve as crianças na escola)
L = Suécia Turquia (Equipe 2 acompanhe o VIP até o Aeroporto)

Equipamentos

É recomendado o uso de rádios portáteis “Hand Talk” (HTs), com fones auriculares.

Código Q

É o código mais utilizado por seguranças brasileiros, sendo fácil assimilar se o agente de segurança troca de posto, mas exatamente por isso, se torna vulnerável. Alguns Exemplos:

NILL = Nenhuma/Sem novidades
QAP = Está na escuta/estou na escuta
QPVital = Almoço/Jantar/Lanche
QRA = Qual o nome do operador
QRS = Transmitir mais devagar
QRU = Novidade/Problema
QRV = Estou às ordens
QSA = Intensidade de sinais 5 por 5 – Excelente 4 por 4 – Ótima 3 por 3 – Boa 2 por 2 – Regular 1 por 1 – Ruim
QSJ = Dinheiro
QSL = Compreendido
QSM (RPT) = Repita a mensagem
QSO (falcão) = Contato
QSY = Mudar de freqüência
QTA = Cancelar mensagem
QTC = Mensagem
QTH = Qual sua posição (ou localização) ou minha posição é
QTI = a caminho
QTN = A que horas saiu de (lugar)
QTO = Banheiro
QTR = Horário
QTX = Aguarde um instante
QTY = Comparecer, voltar
TKS = Obrigado

Exemplos:

S1 = Segurança 1 S2 = Segurança 2

S1 = Atento S2 em QAP? (Atento Segurança 2 na escuta?)
S2 = QAP (Na escuta)
S1 = Qual QTH? (Qual sua localização?)
S2 = QPVital, qual QRU? (Estou almoçando, qual o problema?)
S1 = O líder pediu para vc fazer um QSO (O líder pediu para fazer um contato)
S2 = TKS/QRV (Obrigado, estou as ordens)

Código Fonético Internacional

Foi estabelecido por um organismo internacional um código padronizado e universal para ser usado ao soletrar-se palavras pelo rádio. O Ministério das Comunicações brasileiro reconheceu esse código que é muito usado por equipes de segurança, por exemplo, para soletrar a placa de um carro.

A Alfa
B Bravo
C Charlie
D Delta
E Echo
F Fox-Trot
G Golf
H Hotel
I India
J Juliet
K Kilo
L Lima
M Mike
N November
O Oscar
P Papa
Q Quebec
R Romeo
S Sierra
T Tango
U Uniforme
V Victor
W Whisky
X Ex-Ray
Y Yankee
Z Zulu

Números

0 Negativo
1 Primeiro
2 Segundo
3 Terceiro
4 Quarto
5 Quinto
6 Sexto
7 Sétimo
8 Oitavo
9 Nono

Exemplos:

S1 = Segurança 1

S1 = Está entrando o carro placa Chalie/Golf/November, Nono/nono/sexto/negativo (CGN 9960).

Texto Ricardo Nakayama